terça-feira, 24 de junho de 2008

Alcunhas (da mãe) 13062008

Texuguinho: foi a avó que inventou e que me “pegou” (juro!) e deve-se ao facto, até aos 3 meses, 3 meses e meio, seres rechonchuda e cheia de preguinhas. Agora, com quatro meses, estás a ficar bem mais “esticadinha”, muito embora com pernas rechonchudas, barriguinha boa e belas bochechas redondas!

Bisnico: Não me perguntes o que é… Ouvi em algum lado e sai-me imensas vezes. Normalmente é seguido de muitos beijos e apertões J Deve-se ao facto de seres a bebé mais fofa que alguma vez conheci (e conhecerei, tenho a certeza!).

Cuspinhos: Alcunha pós 3 meses de idade. Deve-se à tua – enorme – habilidade de cuspir, ou melhor, fazer bolhinhas e soprar ao mesmo tempo, ficando cheia de cuspo na boca e arredores.

Queixinho: Que também poderia ser “coisa mais doce!”. Deve-se ao facto de, curiosa como és, levantares muito a cabeça a olhar para tudo e sobressair o teu queixinho, redondinho e pequenino. É qualquer coisa de fazer derreter o mais frio dos corações!

Franjinhas: alcunha pós 1.ª ida ao cabeleireiro. Normalmente usada após o banho, quando o cabelo já está seco e, ao invés de ficar para o lado como antigamente, agora cai para a frente e fica muito direitinho e certinho.

Coisa boa: Não leves a mal o “coisa”. É com todo o amor e paixão e carinho que tenho por ti. Mas és que é mesmo isso! Um bebé muito muito muito bom!!!! Uma coisa muito muito muito boa! Igualmente seguido, em regra, de muitos beijos e apertões J.

Gui e Pocahontas: estas duas requerem, cada uma, um post próprio.

Um comentário:

Joaninha disse...

Bisnico refere-se a um nico de, a algo pequeno. A minha familia tratava-me por besnica quando ra pequena, e ainda hoje a minha mãe me trata por Nica, como diminutivo de besnica...