segunda-feira, 11 de maio de 2009

“Mamã, f’io”


Na tarde do dia da mãe, deviam estar 30ºC em Lisboa. Estávamos numa sombra acolhedora, longe da multidão, no parque Eduardo VII. Corrias de um lado para o outro muito contente. Tinhas este vestido (giríssimo por sinal!) e um body interior. Às tantas, vens ter comigo e dizes mamã, f’io, enquanto de braços cruzados no peito, tentavas puxar o body. Mensagem captada! Frio não poderia ser, o que sentias era obviamente calor!!! Tirei-te o body interior e sorriste em jeito de agradecimento. Demais!!!!!!!!


Um comentário:

cristina disse...

Adorei o vestido!