quarta-feira, 29 de abril de 2009

A nossa sessão fotográfica

Este ano, quando fiz 30 anos, quis mesmo uma coisa em família. Nós os três. E nada melhor que juntar esse desejo à paixão pela fotografia. Melhor soube, quando no dia anterior à sessão fotográfica, recebi um postal de aniversário com os nomes de muitos dos nossos amigos. Afinal este presente seria deles. E foi. Resultados, podes ver pela casa expostos ou num álbum, com toda a certeza. Adorei a sessão fotográfica e fiquei fã, mais uma vez… : - ) As fotos ficaram giríssimas. Tu portaste-te melhor que bem! Claro está, foste a mais fotogénica e gira dos três! Mas não falaria aqui neste presente, se não fosse um e-mail que recebi de uma grande, grande amiga, por a mim dizer respeito, enquanto mulher e enquanto tua mãe. Por ti e por tua casa, sou assim hoje, assim sou vista… o que é um orgulho e uma felicidade. Bom, pelo menos é esta a opinião dela, da “tia” J. Aqui fica.
<(..)adorei!!! (…) A Gui é uma estrela natural! Palavras para quê, tens a filha mais simpática e carismática que alguma vez vi! Tu ´tás óptima em todas, e mais que isso, ´tás com ar de Mãe!! E não, não é no sentido de velha! Eu explico... Isto de estarmos todos a...como dizer sem me deprimir...hum...a acrescentar aninhos à nossa já tão maravilhosa vida, vá...mas ainda nos sentirmos jovens parece que custa a realmente absorver determinadas coisas. Como por exemplo quando a primeira grande amiga diz que vai casar e eu ainda que super-feliz pelos dois dou por mim a olhar para o noivo com um certo ressentimento de "tás a roubar a minha amiga, seu bandido gigante!". Ou quando a primeira "sobrinha" nasce e ficamos tão felizes e contentes que só passado 1 ano e quase meio é que olhamos para a nossa amiga e vemos primeiro uma Mãe, e só depois a amiga. Não quero com isto dizer que é algo negativo, muito pelo contrário. Isto não significa que a amizade valha menos, mas sim que a ela se acrescentou algo ou alguém que vale muito mais! Muito mais que qualquer uma de nós ou até as duas juntas. Enfim...por isso amei as fotos! De paixão! Principalmente porque foi a primeira vez que olhei para ti e vi a Mãe. Depois pisquei os olhos, olhei outra vez e vi a amiga. Mas o que interessa, é que em ambas vezes, vi-te a ti! E isso sabe sempre bem ainda que à distância.>
Obrigada J. Tenho muitas saudades tuas.

Um comentário:

bepa disse...

:-) Gostei muito das fotografias e concordo com a tua amiga. Beijocas